Home

Biografia escrita por Mariana Assmann de Azevedo. Caso usá-la, FAVOR DAR OS DEVIDOS CRÉDITOS.

 Lily Rose Beatrice Allen nasceu no dia 2 de  maio de 1985 no Hospital Hammersmith, em  West  London, Inglaterra. É a segunda filha de  Alison Owen, uma produtora de filmes, e a  terceira de  Keith Allen, ator e comediante  britânico, que abandonou a família quando Lily  tinha apenas 5 anos  de idade. Ela então passou a  viver com sua mãe, com seu irmão Alfie Allen,  um ano mais novo, e  com sua meia-irmã Sarah  Owen, filha de Alison, 5 anos mais velha que  ela. Lily teve o nome  inspirado pelos Lilywhites,  o apelido do Fullham FC, o time de futebol  preferido de Keith.

Lily foi levada ao seu primeiro festival de  Glastonbury com semanas de vida, disse a mãe  de  Lily. “Ela ficava sentada em um carrinho de  bebê  ao lado da tenda enquanto eu detonava nas vendas e nas cervejas”. Em 1991, enquanto  a mãe de Lily,  Alison, estava produzindo o  filme Hear My Song,  em Leixlip, Country  Kildare, Lily e seu irmão Alfie  foram  matriculados na escola Montessoriana Scoil  Bhride.

0016

Lily contou que fumou seu primeiro baseado aos 15 anos, pelo simples fato de que sua mãe era uma chata intrometida e ela odiava isso quando era jovem. Na pré-adolescência, Lily era expulsa de toda escola que passava. Ela chegou a estudar na Hill House (que também recebeu o príncipe Charles), para a escola preparatória Somerset Millfield, Cavendish em Camden, e, mais tarde, para a liberal e progressiva Bedales, que era a sua favorita, mas Lily não durou muito em nenhuma delas. Ela foi expulsa da Bedales quando apareceu usando uma camiseta escrito “Sou uma garota safada”.

Mas foi em seu primeiros anos na Cavendish, em Camden, uma escola particular para garotas, que Lily encontrou sua voz, literalmente, aos 11 anos, junto da soprano canadense Rachel Santesso. Depois de ouvir Lily cantar Wonderwall, sucesso da banda Oasis, Rachel decidiu chamá-la para cantar na frente de toda a turma no dia seguinte e  a elogiou para todos os seus colegas.

Em 1997 foi o ano que ela foi ao festival Glastonbury sem seu pai e que ela  experimentou pela primeira vez ecstasy, aos 12 anos. Um ano depois, seu  pai, Keith Allen, se casou com Nira Park e Lily foi a dama de honra do  casamento. Foi no mesmo ano que Alison Owen produziu Elizabeth, um  drama que teve Lily Allen e seus dois irmãos, Alfie e Sarah, no elenco.

Decidida a seguir a carreira de cantora, Lily era ajudada pelo pai, Keith,  que a ajudou agendando horários em estúdios e a encorajando em seus primeiros anos. Ele entrou em contato com a London Records, um selo da Warner Music que fechou um contrato de curta duração com Lily em 2002. A gravadora então ficou intrigada com o que Lily poderia fazer e assinou um bom contrato com ela. A primeira ideia da London Records para Lily era de gravar música pop em parceria Pablo, que ajudou a escrever uma parte do material que mais tarde seria o que lançaria Lily (incluindo Friday Night). Keith também chamou alguns amigos que poderiam ajudar ou contribuir de algum jeito para as músicas, incluindo o baixista do Blockheads Norman, Watt Roy, e o antigo assistente da Ian Dury, Derek “The Draw” Hussey, tocando gaita. O executivo da London Records que até então tinha se interessado por Lily saiu da gravadora, ela foi descartada e suas músicas, engavetadas.

001

Em 2004, George Lamb, o primeiro empresário de Lily, a apresentou aos  DJs e produtores de drum’n’bass do Future Cut, Darren Lewis e Tunde  Babalola. Lily então se juntou também à Adrian Jolly e todos se deram  bem. No outono de 2005, Adrian finalmente conseguiu concretizar o  acordo que Lily tanto esperava com a Regal Records, um braço da  EMI/Parlophone.

Em Novembro de 2005, Lily criou uma página no MySpace para divulgar  suas mix-tapes. A conta de Lily cresceu muito e ela rapidamente ganhou milhares de amigos. Ela então produziu as músicas Smile, Nan, You’re A Window Shopper e LDN, e elas rapidamente foram enviadas para rádios. Ela conta que escreveu Littlest Things contando sobre o fim de seu relacionamento com Seb Chew.

Então, no dia 26 de Junho de 2006 ela lançou Smile, carro-chefe do seu álbum de estreia, Alright, Still, que vendeu mais de 3 milhões de cópias e foi lançado pelo selo Capitol Records do grupo EMI Music. O álbum foi certificado como Disco de Ouro nos Estados Unidos, Nova Zelândia, Canadá e Argentina, 3 vezes Disco de Platina em seu país e uma indicação ao Grammy Awards na categoria “Melhor Álbum de Música Alternativa”. O álbum também teve as músicas LDN, Littlest Things, Shame for You e Alfie como single.

Glastonbury+Festival+2007+Day+2+4b75p1W0RY7l

 

No segundo semestre de 2007, Lily Allen subiu pela primeiro vez no palco  principal do maior festival a céu aberto no mundo, o Glastonbury, n  qual frequenta desde pequena. Com seus pais a assistindo, Lily apareceu  com um vestido rosa e calçando tênis e  cantou seus sucessos do  álbum Alright, Still.

 

634281-8696-cp

Em Julho de 2007, Lily gravou com Mark Ronson a música Oh My God, que entrou para o álbum dele, chamado Version. Meses depois, ela gravou outra parceria, desta vez com o rapper Common, com a música Drivin’ Me Wild, que entrou para o álbum do cantor, Finding Forever. Em novembro do mesmo ano, Lily veio pela primeira vez ao Brasil e se apresentou no Festival Planeta Terra, em São Paulo.

No final de 2007, Lily se descobrira grávida de seu primeiro filho, então com seu namorado 15 anos mais velho, Ed Simons, da dupla britânica The Chemical Brothers. Segundo fontes próximas à cantora, Allen – notória por seus excessos – estava mudando seu estilo de vida, deixando de beber e de fumar para preservar a saúde de seu bebê. Contudo, em janeiro de 2008 acabou por sofrer um aborto espontâneo aos 4 meses de gravidez.

Após recuperlilyallen_andfriends_08aar-se ao lado de Simons,  família e amigos, Lily voltou ao trabalho e no final de janeiro assume seu  programa de variedades na TV britânica, “Lily Allen and Friends”. Pouco  depois, Lily e Simons se separaram. Seu talk show  foi produzido pela  Princess Productions para a BBC 3 e foi exibido pela primeira vez em 12  de fevereiro de 2008.

No começo de 2008, Lily colocou em seu MySpace duas novas músicas: I Could Say e I Don’t Know (o título desta foi posteriormente alterado para The Fear), pertencentes ao seu novo trabalho. The Fear foi lançada como o primeiro single do segundo álbum da cantora, It’s Not Me, It’s You, que teve seu lançamento no dia 9 de Fevereiro de 2009. O álbum vendeu mais de 2 milhões de cópias. O álbum teve também como single as músicas Not Fair, Fuck You, 22, Who’d Have Known e Back To The Start.

O show de estreia da turnê de divulgação do seu novo álbum aconteceu no dia 28 de janeiro de 2009. Em 26 de Junho do mesmo ano, Lily retornou ao palco do Glastonbury com madeiras roxas e luva branca, homenagem ao rei do pop Michael Jackson, morto um dia antes. Em Setembro de 2009, a cantora passou pelo Brasil na cidade de São Paulo e Rio de Janeiro nos dias 16 e 17. O show em São Paulo, segundo ela, foi o melhor show de todos, postando “Sao Paulo best gig ever” em sua página no Twitter.

p01gh1kw

Em Março de 2010, Lily Allen anunciou uma pausa na carreira musical para se dedicar ao marido e construir uma família. A cantora, então, engravidou de Sam Cooper, mas sofreu um aborto espontâneo aos seis meses. Três meses depois, no dia 25 Junho de 2010, foi lançado o clipe da música Just Be Good To Green, parceria de Professor Green com Lily Allen.

Já longe dos palcos, em Setembro de 2010, Lily Allen e sua irmã Sarah Owen inauguraram a Lucy in Disguise, uma boutique vintage no centro de Londres.

No dia 11 de Junho de 2011, Lily Allen e Sam Cooper casaram-se em em uma cerimônia para familiares e amigos realizada na igreja de St James, no oeste da Inglaterra. Foi no casamento deles que Lily anunciou que estava grávida novamente.

Em 27 de Setembro de 2011, foi lançado o single 5 O’ Clock, parceria de T-Pain com Wiz Khalifa e Lily Allen. Esta foi sua última parceria antes de tirar um tempo da música, que durou dois anos.

0_281029spl812480_003-682x1024 No dia 25 de Novembro de 2011, Lily deu à luz a uma  menina, a ruiva Ethel  Mary e em 8 de Janeiro de 2013  nasceu a loirinha Marnie Rose, a segunda filha de Lily e  Sam.

No segundo semestre de 2013, Lily fez uma parceria com  a cantora P!nk   na  música True Love, quarto single  de The Truth About Love. A música  alcançou a posição  #53 na Billboard Hot 100.

 

 

 

Em Novembro de 2013, Lily Allen fez seu retorno à música e  regravou a música Somewhere Only We Know, originalmente da  banda Keane. A regravação foi para a propaganda de Natal de 2013  das lojas John Lewis e alcançou o primeiro lugar no iTunes UK e  Irlanda. Poucos dias depois, Lily lançou o clipe de Hard Out Here,  primeiro single de seu novo álbum, não esperado e até então, sem  nome. Foi bastante criticada por fazer uma crítica ao cenário pop  atual, fazendo uma paródia de uma cantora que precisa perder peso, rebolar e mostrar  seu dinheiro para ser famosa. Em um trecho do videoclipe, a cantora aparece em cena à frente de balões gigantes onde diziam “LILY ALLEN HAS A BAGGY PUSSY”, clara referência ao polêmico clipe da música Blurred Lines, de Robin Thicke.

No primeiro e segundo semestre de 2014, Lily lançou videoclipe das músicas Air Balloon, Our Time, Sheezus, URL Badman e As Long As I Got You, filmado no festival Glastonbury. Em Maio, lançou seu novo álbum, Sheezus. Infelizmente, o álbum teve mau desempenho e foi o menos vendido da carreira da cantora.

sheezus-lily-allen-cover-deluxe

LillyAllen_emp2-1024x576

 

Em Junho de 2014, depois de 5 anos, Lily Allen fez seu retorno aos palcos do festival Glastonbury. Com o marido e as filhas a assistindo, ela cantou as músicas de Sheezus, que a recém havia sido lançado.

Em Agosto do mesmo ano, Lily foi convidada para abrir sete shows da cantora Miley Cyrus nos Estados Unidos. Em Setembro, Allen deu início à Sheezus Tour, que começou em Miami.

 

Compartilhe!
    Disclaimer
    Lily Allen Brasil é um site administrado por fãs e para fãs. Todos os textos encontrados aqui são da nossa autoria, caso não, nós daremos os devidos créditos aos seus donos. Este site não tem fins lucrativos e de nenhuma forma infringe ou tem a intenção de infringir os direitos de qualquer pessoa. Se você quiser que removamos algo, por favor, entre em contato.
    LABR nas redes sociais
    LABR no facebook
    Parceiros