Posted on novembro 10, 2016   Categories: NotíciasLeave a Comment

fff

Na semana passada, Lily Allen fez críticas à Honey G, participante do The X Factor UK 2016, onde disse que acha a rapper ofensiva. No entanto, em uma mais nova entrevista ao jornal The Sun, Honey G rebateu as críticas que recebeu de Lily Allen, Professor Green, Sinitta Jesy Nelson, e disse estar convencida de que Lily é uma cantora ciumenta:

“Lily está obviamente sentindo-se maltratada por uma mulher branca entrando em cena, batendo e saindo e esmagando-a e fechando a coisa toda para baixo. Eu acho que ela está sendo rancorosa e maliciosa. Ela tem uma língua afiada”, disse. “Ela está obviamente dizendo esse tipo de coisa por despeito – ela está sendo rancorosa. Eu não vejo como ela pode dizer que ela me acha ofensiva. Ela não é a porta-voz da comunidade negra. É melhor ela tomar seu ciúme em outro lugar.”

Jesy Nelson, uma das integrantes da girl band Little Mix, disse aos fãs que pensa que Honey G é um ato de brincadeira e até sugeriu que ela é uma atriz fingindo ser uma rapper para dar risada.

“Quero dizer, literalmente, que é uma das coisas mais ridículas que eu já ouvi, é chato e, obviamente, é bastante insultante ser chamada de atriz. Eu fiz música durante toda a minha vida”, acrescentou Honey. “Ela precisa de sua cabeça marcada porque ela realmente não sabe o que está falando.”

Posted on novembro 7, 2016   Categories: NotíciasLeave a Comment
Posted on novembro 4, 2016   Categories: NotíciasLeave a Comment

capa

Na última quarta-feira, Lily Allen esteve no programa Annie Mac The Exchange, na BBC Radio 1, em Londres, onde fez uma declaração a respeito da rapper Honey G, participante do The X Factor UK 2016. Lily argumentou que as performances da rapper e sua personagem no palco constituem uma apropriação insultante da cultura negra.

“Tanto quanto eu posso dizer que ela [Honey G] é uma mulher branca que se veste como Ali G, e o tipo de roupa da banda Goldie Lookin Chain”, disse Allen durante uma discussão com a apresentadora Annie Mac. “Ela têm ido muito bem no X Factor e a ITV está derramando dinheiro nela. Eu não sou negra, mas acho ofensivo. Acho muito errado em tantos níveis, eu nem posso começar a falar sobre isso.”

A cantora então admitiu que estava falando com um certo nível de experiência. Seu single de 2013, “Hard Out Here”, foi concebido como uma crítica ao duplo padrão da indústria musical e do sexismo, mas algumas pessoas se opuseram ao vídeo da música, argumentando que o uso de dançarinas negras fazendo twerk reforçou certos estereótipos ofensivos.

Na época, Lily disse que o vídeo não tinha “nada a ver com a raça”, explicou que a experiência “horrível” a encorajou a “pesquisar mais e se esforçar para se manter na música”.

 

Posted on novembro 2, 2016   Categories: NotíciasLeave a Comment

02ozze-kjli

Lily Allen têm recebido diversas críticas negativas por ter ido ao campo de refugiados em Calais, cidade no norte da França, e ter pedido desculpas ao rapaz de 13 anos com quem teve com conversa, dizendo que sentia muito, “em nome de [seu] país.”

Ela, no entanto, não se arrepende da atitude que teve. A cantora esteve ontem, 02, nos estúdios da BBC Radio 1, em Londres, onde participou do programa Annie Mac The Exchange. Lá, Lily se juntou com Kano e Christine and The Queens e no programa Lily classificou a controvérsia de “necessária” e disse que se sentia obrigada a falar. Allen disse à BBC:

“É triste que haja tantas pessoas dentro da nossa sociedade que têm tanto medo de grupos minoritários ou de pessoas vulneráveis. Quando falo abertamente sobre essas coisas que eu não estou tentando inspirar as pessoas, é porque normalmente estou falando ou tentando destacar uma situação em que acredito e, geralmente, onde as pessoas vulneráveis estão preocupadas”, disse. “Eu sabia perfeitamente que haveria uma crítica negativa na mídia, mas me sinto mais capacitada por ela, em vez de ficar chateada com isso”.

Lily também acredita que há uma tendência entre muitos no olho do público a ficar quieto sobre a política, porque eles temem prejudicar suas carreiras. Allen afirmou:

“Se você quer fazer milhões de libras e agradar a todos, você não vai dizer nada, mas se você quiser fazer mudanças, a única maneira de fazê-la é falar”.

Referindo-se à plataforma de mídia social que ela usa para expressar suas opiniões, Allen disse:

“Há uma boa chance de que o que eu diga vai acabar ajudando algumas pessoas, então por que eu não faria isso?”

O jovem Shamsher Sherin chegou a um centro de imigração em Croydon, no sul de Londres, juntamente com um número de outros refugiados de crianças do acampamento de migrantes da Selva de Calais em 19 de outubro. Os 14 jovens que chegaram à Grã-Bretanha foram levados para casas de acolhimento temporárias, onde permanecerão até que os assistentes sociais tenham entrevistado seus parentes britânicos para garantir que suas casas sejam seguras para eles viverem.

02ozze-kjli-1

Posted on novembro 2, 2016   Categories: NotíciasLeave a Comment

capa

No mês passado, Lily Allen visitou um campo de refugiados em Calais, cidade no norte da França, onde uma conversa com Shamsher Sherin, um garoto de 13 anos, refugiado do Afeganistão, que arriscou sua vida tentando chegar no Reino Unido. A cantora pediu desculpas ao rapaz, dizendo que sentia muito, “em nome de [seu] país.”

Porém, há quem discorde da cantora. Lily contou por meio do Twitter a má experiência que teve com um taxista que a ofendeu, na presença das filhas, por ela defender os refugiados que tentam entrar no Reino Unido.

“Apenas tentei entrar em um táxi com munhas filhas. O motorista olhou para mim e disse “procura um imigrante para te levar, sua estúpida.”

“Tendo vivido uma vida de privilégio, esta interação deu-me um pequeno vislumbre daquilo que as pessoas que são discriminadas sentem.”

“Há muito trabalho a ser feito. Mas nós conseguimos. Vamos sinalizar esta ignorância estupidamente horrível juntos.”

Lily Allen defendeu ainda os taxistas londrinos, dando a entender que esta experiência não é representativa de todos os condutores: “Pego táxis toda a hora. Os taxistas de Londres são os melhores do mundo”.

Disclaimer
Lily Allen Brasil é um site administrado por fãs e para fãs. Todos os textos encontrados aqui são da nossa autoria, caso não, nós daremos os devidos créditos aos seus donos. Este site não tem fins lucrativos e de nenhuma forma infringe ou tem a intenção de infringir os direitos de qualquer pessoa. Se você quiser que removamos algo, por favor, entre em contato.
LABR nas redes sociais
LABR no facebook
Parceiros